Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Terceira Idade > Inaugurada na UFCG a Universidade Aberta da Terceira Idade
Início do conteúdo da página

Inaugurada na UFCG a Universidade Aberta da Terceira Idade

Publicado: Quarta, 22 de Setembro de 2021, 07h42 | Última atualização em Quarta, 22 de Setembro de 2021, 07h42

Solenidade aconteceu na última sexta-feira, dia 6

A poesia de Thiago de Mello, "Volto armado de amor (...) na construção da manhã (...) da vida nova que vem", nas vozes do coral Coro em Canto, prenunciou o mote das falas proferidas na inauguração da Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI), na noite de sexta-feira, dia 6, no Centro de Extensão José Farias da Nóbrega da da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus sede.

Criada a partir do Programa Interdisciplinar de Apoio à Terceira Idade (PIATI), após 17 anos de cursos e ações extensionistas, a UATI atende à legislação, implementando a Educação Permanente e inserção dos idosos nas universidades públicas e fortalecendo o compromisso institucional com a sociedade.

As aulas serão ministradas a partir do próximo dia 6 de abril. Os 50 idosos inscritos participarão do curso de extensão permanente, com as disciplinas de Francês, Música, Educação Física, Psicologia da Velhice e do Envelhecimento, Geriatria e Gerontologia, História de Campina Grande, Linguagem, Educação ambiental, Direitos dos Idosos e Informática.

Keila Queiroz, uma das coordenadoras da UATI, relatou o processo embrionário e apresentou as inspirações - dela e das outras professoras que iniciaram o Piati: Benedita Edina, Carmem Nóbrega, Janeide Cavalcante e Rejane Cartaxo - à luz de "O amor como política: uma história movida pelo amor altruísta", título de sua apresentação.

No mesmo tom emotivo, seguiram as falas da diretora do Centro de Humanidades (CH), Fernanda Leal, no registro do compromisso e do envolvimento necessários para seguir; do pró-reitor de Extensão, Onireves de Castro, nas reflexões sobre a terceira idade; e do vice-reitor, Camilo Farias, sobre o desafio e o crescer acadêmicos com a troca de experiências.

O reitor Vicemário Simões falou dos cenários da educação superior pública e adversidades enfrentadas. Da obrigação da Reitoria em contribuir para a consolidação da Universidade Aberta e na adição e multiplicação de ações que repercutam para o sucesso institucional.

A aula magna foi proferida pela professora Benedita Edina, intitulada "Educação continuada: um novo desafio para a UFCG", que trafegou pelas ações do Piati, a política nacional do idoso e sobre a teoria e metodologia para a educação continuada.

(Ascom UFCG)

Fim do conteúdo da página