Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Ações e Programas > PASCAR - Programa de Ações para o Cariri > Estudante do CDSA tem artigo aprovado na VI Expedição do Semiárido
Início do conteúdo da página

Estudante do CDSA tem artigo aprovado na VI Expedição do Semiárido

Publicado: Terça, 21 de Junho de 2022, 10h22 | Última atualização em Sexta, 01 de Julho de 2022, 00h55 | Acessos: 26
O artigo enfatiza a relevância do rádio na zona rural.

Inspirada nas atividades extensionistas do Programa Matutando Solos e Agroecologia, a estudante do curso de Engenharia de Biossistemas do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG, Bárbara Brena Ferreira Ayres, teve o artigo “A mídia de radiodifusão na divulgação das práticas de conservação e valorização do capital natural do Semiárido: estudo de caso", classificado no Prêmio da VI Expedição do Semiárido.

O Programa Matutando Solos e Agroecologia é o único nessa modalidade na UFCG, que dialoga com agricultores sobre a importância do cuidado com o solo, a adoção das práticas conservacionistas, a agroecologia e a valorização do capital natural do Semiárido. A ação extensionista já tem dez anos de atuação numa parceria de excelência com a Rádio Cidade de Sumé (95 FM) e é apresentado por estudantes do Programa de Ações Sustentáveis para o Cariri – PASCAR, na proposta da educomunicação.

O artigo, orientado pela professora Adriana de Fátima Meira Vital (UFCG/CDSA), enfatiza a relevância do rádio como uma das tecnologias de informação mais populares no mundo, especialmente na zona rural. "Importante lembrar que quando integrada com outras ferramentas de comunicação, tais como as redes sociais, o rádio pode servir como uma plataforma bidirecional para o diálogo sobre temas que interessam aos ouvintes e internautas, além de ter o potencial de ajudar a ligar o povo do campo à especialistas técnicos, decisores políticos, outros agricultores, extensionistas e consumidores", disse a professora.

O Prêmio Expedição do Semiárido é fruto de uma parceria entre a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), através do Programa de Estudos e Ações para o Semiárido (PEASA), Museu Interativo do Semiárido (MISA) e a Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão da UFCG, o Instituto Nacional do Semiárido (INSA/MCTI), a Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e o Instituto Lynaldo Cavalcanti e objetiva estimular a experiência de contato e troca de conhecimentos sobre aspectos ambientais, sociais, antropológicos, históricos, econômicos e culturais em diferentes municípios da região do Semiárido.

Além de receber certificado, a estudante participará da viagem de expedição que percorrerá cidades dos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. “O resultado foi uma grata surpresa e estou muito feliz. Essa expedição será uma oportunidade extraordinária e certamente um grande diferencial para minha formação", analisa a estudante premiada.

Nos anos de 2012 e 2014, integrantes do PASCAR também foram selecionados na premiação, com artigos que evidenciam o compromisso do Grupo de Pesquisa em Educação em Solos na disseminação de ações de conservação e valorização dos recursos naturais do bioma Caatinga, ampliando horizontes de diálogo sobre as potencialidades do capital natural do Semiárido.

(Assimp CDSA/UFCG)

Fim do conteúdo da página