MinC lança editais para apoio a Economia Criativa


Os dois editais são dirigidos a instituições públicas e privadas sem fins lucrativos. O total de recursos investidos pelo MinC, nos dois editais, é de R$ 6,1 milhões.

 

Formação e qualificação em gestão cultural


O Edital de Apoio à Formação Para Profissionais e Empreendedores Criativos é voltado à realização de cursos para formação e qualificação em gestão no setor criativo, elaborados e ministrados por instituições públicas de ensino superior ou privadas sem fins lucrativos que atuam com formação.

Serão selecionados 11 projetos, divididos em três categorias: Gestão de Negócios e Empreendimentos; Gestão e Produção de Eventos; e Gestão de Carreiras. Os recursos a serem distribuídos nesse edital somam R$ 1, 1 milhão.

Os projetos deverão atender às seguintes características:

  1. Cursos Livres ou de Extensão Universitária;
  2. Cursos nas modalidades presenciais, semi-presenciais ou ensino à distância;
  3. Cursos com carga horária mínima de 80 h/a e máxima de 120h/a;
  4. Cursos gratuitos; e
  5. Propostas para realização em um prazo máximo de 12 (doze) meses, a contar da data da liberação dos recursos.

Podem concorrer entidades que tenham no mínimo três anos de existência e atuação comprovada em pelo menos um dos 15 setores da Economia Criativa previstos pelo edital. Os cursos promovidos pelas instituições selecionadas devem oferecer vagas gratuitas, preenchidas por meio de processo seletivo público.

 

Investimento em incubadoras


Já o Edital de Fomento a Incubadoras de Empreendimentos da Economia Criativa tem a finalidade de fortalecer entidades que atuam com empreendimentos criativos e inovadores para que ampliem a oferta de vagas para a incubação. O total investido é de R$ 5 milhões. Serão contemplados até 20 projetos e cada projeto contará com o apoio do MinC no valor mínimo de R$ 250 mil e máximo de R$ 400 mil.
O primeiro edital dessa modalidade lançado pelo MinC é dirigido a instituições públicas e privadas e privadas sem fins lucrativos que atuam como gestoras de incubadoras há, no mínimo, três anos.

Uma das metas do Ministério é estruturar políticas de fomento a novos empreendimentos criativos. Algumas das poucas incubadoras públicas e privadas que atuam no setor têm capacidade de investimento limitada. “Queremos estimular as incubadoras que atuam nos setores criativos a ampliar sua capacidade”, afirma a secretária da Economia Criativa do MinC, Cláudia Leitão.

 

Confira os Editais - Clique aqui.

* Com informações do MinC

Newsletter

Av. Aprígio Veloso, 882
CEP 58429-900
Bairro Universitário - Bloco BQ
Campina Grande - PB | Brasil
Fone/Fax: 55(83)2101-1382

Redes Sociais